escritório

escritório

quarta-feira, 23 de maio de 2012

TRÊS JOGADORES DO AMÉRICA NA SELEÇÃO DA RODADA


Depois da excelente estréia na Série B, o América emplacou três nomes na seleção da primeira rodada. Os “convocados” são os seguintes: zagueiro Edson Rocha, atacante Lúcio Curió e o técnico Roberto Fernandes.

Segundo o portal Futebol Interior, Edson Rocha “não perdeu praticamente nenhum lance para Júnior Viçosa e ainda assustou em uma cabeçada após cobrança de escanteio”. Lúcio Curió “deu assistência para o primeiro gol de Isac e depois deixou sua marca duas vezes. Em uma delas, recebeu lançamento e mostrou categoria ao tocar por cima de Harlei” e Roberto Fernandes “armou um time agressivo, que não deu espaços para o visitante e chegou à maior goleada da rodada de abertura: 5 a 2”.

Confira a Seleção do Portal FI

Goleiro: Alê (Bragantino) - Se o time paulista começou a Série B com o pé direito, então deve muito as mãos do seu goleiro, que teve uma grande atuação em Maceió. Ele fez, pelo menos, seis grandes defesas, o que significa que evitou gols quase certos do CRB. Nos contra-ataques, o Braga fez os gols e com sua experiência segurou a vitória.

Lateral-direito: Victor Ferraz (Bragantino)
 - Já se destacou no Paulistão e fez uma boa estreia na Série B contra o CRB, fora de casa. Por ser um lateral que tem muito mais características ofensivas, é visto constantemente no ataque, infernizando os adversários e até mesmo arriscando alguns chutes para o gol.
 
Zagueiro: Fabiano (ASA) - O São Caetano não fez uma boa partida, mas mesmo assim pressionou o ASA em alguns momentos. No entanto, não conseguia furar o forte bloqueio adversário, que estava muito bem postado lá atrás. Conhecido pelo faro de gol, Somália praticamente não pegou nada bola, sendo marcado de perto por Fabiano.

Zagueiro: Edson Rocha (América-RN) - O Goiás bem que assustou em um primeiro momento, mas depois o América se encontrou na partida e anulou os atacantes adversários. Edson Rocha não perdeu praticamente nenhum lance para Júnior Viçosa e ainda assustou em uma cabeçada após cobrança de escanteio.

Lateral-esquerdo: Wellington Saci (Vitória) - É um jogador de fôlego invejável. Quando ninguém mais aguentava correr, Wellington Saci estava lá na frente infernizando os zagueiros adversários e assustando em cruzamentos para o artilheiro Neto Baiano.

Volante: Cléber Santana (Avaí) - O experiente volante tem a missão de comandar o meio campo do Avaí e ditar o ritmo do jogo. Diante do Boa Esporte, apareceu no ataque para abrir o placar, que chegou a dar a vitória ao time catarinense de forma parcial. O Leão não conseguiu segurar o resultado, mas mesmo assim deixou Varginha com um empate importante.

Meia: Wellington (Paraná) - Após disputar o Paulistão pelo Bragantino, Wellington voltou para defender o Paraná na Série B, onde se destacou no ano passado. Contra o Guarani, teve a missão de bater o pênalti assinalado pelo árbitro após uma dividida dentro da área. Não tomou conhecimento da boa partida que vinha realizando Juliano e colocou a bola no ângulo.

Meia: Paulo Baier (Atlético-PR) - Foi o cara da primeira rodada da Série B. Contra o Joinville, deu três assistências para os quatro gols marcados pelo Furacão, sendo dois deles de bola parada. Tem a experiência necessária para colocar o time paranaense novamente na elite do Campeonato Brasileiro, além da grande visão de jogo.

Atacante: Bruno Meneghel (América-MG) - Ele não fez gol, mas teve atuação destacada na vitória do Coelho sobre o Ceará, por 2 a 1, em Fortaleza, dentro do acanhando Estádio Presidente Vargas. Deu passe para um gol e participou ativamente dentro de campo. Além de se movimentar muito no ataque, também foi útil na armação de jogadas.
 
Atacante: Lúcio Curió (América-RN)
 - O Mecão saiu atrás do placar, mas depois colocou a bola no chão e ditou o ritmo da partida, não demorando muito para virar e abrir uma boa vantagem ainda no primeiro tempo. Lúcio Curió deu assistência para o primeiro gol de Isac e depois deixou sua marca duas vezes. Em uma delas, recebeu lançamento e mostrou categoria ao tocar por cima de Harlei.

Atacante: Zé Carlos (Criciúma) - Antes da Série B começar, Zé Carlos foi afastado pela diretoria e por muito pouco não acabou sendo dispensado, tanto que era pretendido por outros clubes, como o São Caetano. Após se desculpar com os dirigentes, retornou e mostrou que pode ser muito importante ao Tigre na luta pelo acesso. Contra o Guaratinguetá, marcou dois gols, mostrando o faro de gol que lhe é peculiar.
 
Técnico: Roberto Fernandes (América-RN) - Aproveitou ao máximo o fato de que o Goiás se arriscou a escalar um time misto, visando as quartas da Copa do Brasil, e armou um time agressivo, que não deu espaços para o visitante e chegou à maior goleada da rodada de abertura: 5 a 2. Na verdade, Roberto Fernandes está aproveitamento o bom momento do Mecão, que começou mal o Campeonato Potiguar e depois superou o rival ABC na final. Agora larga bem na Série B e promete incomodar os principais favoritos.


FONTE: VERMELHO DE PAIXÃO

Nenhum comentário:

Postar um comentário