escritório

escritório

domingo, 24 de fevereiro de 2013

HENRIQUE ADMITE QUE PODE SER CANDIDATO A GOVERNADOR OU SENADOR


Uma conversa “muito boa”, de quase duas horas, em que o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva, estrela maior do PT, sondou o presidente da Câmara dos Deputados, Henrique Eduardo Alves (PMDB), sobre seu projeto político-eleitoral para 2014. “Lula interessou-se em perguntar qual meu projeto em 2014, se seria candidato a governador ou a senador. Eu disse que estava muito cedo”, conta Henrique.

É a primeira vez que Henrique Alves admite que avalia – ou avaliará – a possibilidade de disputar um cargo majoritário no Rio Grande do Norte. Com onze mandatos de deputado federal, filho do ex-ministro e ex-governador Aluizio Alves, Henrique já disputou duas vezes, sem sucesso, a prefeitura de Natal, em 1988 e 1992. Nos idos de 2000, foi secretário do governo Garibaldi e pré-candidato a governador e a vice-presidente da República, mas ambos os projetos não se concretizaram. Chegar ao governo do Estado é um sonho antigo dele e do falecido pai, tido como maior liderança política que o Estado já teve.

Apesar de admitir a Lula que poderá ser candidato a governador ou a senador, Henrique fez questão de frisar que está muito cedo para essa discussão. Em sua avaliação, o debate prejudica o RN. Nessa hora, ele defende a união das forças políticas do Estado, para aproveitar a oportunidade que o Estado tem com um ministro no governo federal (Garibaldi Filho) e um presidente de Poder.


Jornal de Hoje

Nenhum comentário:

Postar um comentário