escritório

escritório

quinta-feira, 27 de junho de 2013

NATAL: MARCADO NOVO PROTESTO

Nesta sexta-feira(28) Natal vai parar. Esse é a frase principal do convite das redes sociais para a mobilização #RevoltadoBusão  na capital potiguar. Dessa vez, o itinerário será diferente, saindo da Praça Cívica, Petrópolis às 15 horas com destino ao centro da cidade. Na rede social Facebook os organizadores do protesto perguntam aos mais de 6 mil jovens confirmados para o manifesto qual destino eles devem seguir: Prefeitura de Natal, Câmara Municipal ou Governo do Estado, com votos de maioria para o Palácio Felipe Camarão, sede do poder executivo municipal. 
Edu Barboza
Parnamirim: maioria protestou pacificamente. No final, houve atos isolados de vandalismoParnamirim: maioria protestou pacificamente. No final, houve atos isolados de vandalismo


Na pauta de reivindicação junto ao poder municipal estão o Passe Livre para estudantes e desempregados, o retorno de linhas extintas, o fim da dupla função de motorista/cobrador, além de melhorias na acessibilidade, circulação de ônibus 24 horas, integração entre os ônibus da grande Natal e redução nas tarifas de ônibus da região metropolitana, este último sendo o principal motivo para o manifesto de amanhã. 


No último protesto em Natal, ocorrido no dia 20 de junho, Natal quase parou. As empresas privadas e órgãos públicos liberaram seus funcionários com antecedência alegando a dificuldade na volta para a casa. Dessa vez o clima de feriado não deve se espalhar pela cidade, devido ao local escolhido para a manifestação (o centro da cidade e não na BR-101 que dificulta o trânsito). 

Mas o funcionamento do comércio do centro da cidade - um dos locais do percurso da manifestação - deve sofrer alterações de horário de fechamento. No entanto, de acordo com a Câmara de Dirigentes Lojistas de Natal (CDL) não há uma determinação: cada lojista tem autonomia para fechar no horário que achar conveniente. Sobre a proteção contra possíveis atos de vandalismo, a CDL informa que as lojas devem optar pelos tapumes e proteção, como nos protestos anteriores. 

De acordo com a Assessoria de Comunicação do Tribunal de Justiça e da Assembleia Legislativa, a Polícia Militar foi acionada para deixar equipes de “reforço policial” na Praça dos Três Poderes, mas o expediente no Tribunal e na Casa Legislativa não será alterado, tendo inclusive marcadas audiências durante a manhã com participação dos deputados estaduais. Caso precise do reforço, equipes da Cavalaria e do Batalhão de Choque devem fazer a proteção dos prédios públicos, incluindo a Prefeitura de Natal que tem a segurança feita por guardas municipais.

Em relação ao fluxo de ônibus circulando nas regiões de Natal, o Sindicato das Empresas de Transportes Urbanos de Passageiros do Município do Natal (Seturn) informou que não haverá alteração na frota e no fluxo dos ônibus. A assessoria afirma que o fluxo deve ser normal e, se houver necessidade de mudança no itinerário - motivado por possíveis bloqueios na rota - os fiscais da Secretaria Municipal de Mobilidade Urbana (Semob) farão as mudanças.


Tribuna do Norte
 

Nenhum comentário:

Postar um comentário