escritório

escritório

quinta-feira, 26 de setembro de 2013

MAIS UM GARRAFA DA COCA-COLA COM SUBSTÂNCIA ESTRANHA

Inquerito civil é instaurado para apurar denúncia (Foto: Divulgação)
O Ministério Público de Alagoas determinou que a Vigilância Sanitária inspecione, em até 48 horas, as instalações da Companhia de Bebidas e Alimentos do São Francisco (CBA), fabricante do refrigerante Coca-Cola, localizada no Benedito Bentes, parte alta de Maceió.
Segundo o promotor de Justiça Mário Augusto Soares Martins, autor da decisão, caso alguma irregularidade seja encontrada, o estabelecimento ou os equipamentos podem ser interditados e a produção da bebida interrompida.
A recomendação foi expedida por meio da 2ª Promotoria de Justiça da Capital – Defesa do Consumidor. Os agentes da Vigilância Sanitária deverão inspecionar aspectos higiênicos, sanitários e técnicos dos equipamentos e das instalações da fábrica. Além disso, o promotor também recomendou uma verificação das condições das embalagens, das matérias-primas e de outras substâncias utilizadas no processo de fabricação dos refrigerantes.
Novo caso
O MP recebeu, nesta quinta-feira (26), mais uma garrafa de Coca-Cola contendo uma substância estranha em seu interior. Esse é o terceiro caso registrado envolvendo a marca, e o quarto registrado esse ano em Alagoas.


Robson Pires

Nenhum comentário:

Postar um comentário