escritório

escritório

segunda-feira, 23 de setembro de 2013

TRINTA BALEIAS ENCALHARAM EM PRAIA POTIGUAR

Na madrugada deste domingo (22), cerca de 30 baleias da espécie baleia-piloto encalharam na praia de Upanema, em Areia Branca. Técnicos ambientais e populares conseguiram devolver 25 animais ao mar, mas sete deles morreram próximos as pedras.
O resgate dos animais foi realizado por volta das 4h com uma equipe formada por técnicos do projeto Cetáceos da Costa Branca e embarcações da Capitania dos Portos, além do apoio de populares.

Baleias encalhadas morreram antes do resgate dos técnicos ambientais (Foto: Carlos Júnior)

Os animais ficaram presos em uma área de pedras e alguns conseguiram ser puxados em um trabalho de voluntários e embarcações.
Ainda não se sabe o que motivou o encalhe coletivo, mas os animais mortos serão recolhidos para autópsia.
O biólogo Valdir Nery está no local desde a madrugada de hoje. Ele afirmou à imprensa que a necrópsia da mortandade já foi iniciada. “Os estudos sobre as causas do encalhamento ainda serão iniciados. Por enquanto não é possível dizer o que motivou  até aqui”, frisou Valdir.

Animais foram recolhidos por escavadeiras e levados para necropsia (Foto: Carlos Júnior)

O coordenador do projeto Cetáceos de Areia Branca, Flávio José Lima, destacou que a baleia piloto, como é chamada, é na verdade um golfinho.
“O adulto pode atingir até oito metros de comprimento e por ser tão grande o chamam popularmente de baleia”, explicou ele. Os populares que vivem na área invadiram o mar para ajudar os biológicos a reconduzi-los ao mar. Segundo informações não há perigo quanto a integridade física das pessoas.

Portal no Ar

Nenhum comentário:

Postar um comentário