escritório

escritório

segunda-feira, 24 de março de 2014

FIM DO MISTÉRIO DO AVIÃO DESAPARECIDO

O voo MH370 da Malaysia Airlines caiu no Oceano Índico a oeste da cidade australiana de Perth, de acordo com informações do primeiro-ministro malaio, Najib Razak, divulgadas nesta segunda-feira (24) após nova análise de dados de satélite feita por investigadores britânicos.
“Com base em sua análise, a Inmarsat e o Braço de Investigação de Acidentes Aéreos do Reino Unido (AAIB, na sigla em inglês) concluíram que o MH370 voou ao longo do corredor sul e que sua última posição foi no meio do Oceano Índico, a oeste de Perth”, afirmou. “Essa é uma localização remota, longe de qualquer possível pista de pouso. Portanto, é com profunda tristeza e lamento que devo informar que o voo MH370 acabou no sul do Oceano Índico”, disse o premiê, acrescentando que na terça-feira (25) será realizada uma nova coletiva para transmitir mais detalhes.
Com o anúncio, fica descartada qualquer possibilidade de que haja sobreviventes na aeronave, que desapareceu em 8 de março com 239 pessoas a bordo.
Selamat Omar, pai de um engenheiro de aviação de 29 anos que estava no voo, disse que alguns parentes de outros passageiros começaram a chorar com a informação. “Nós aceitamos a notícia da tragédia. Esse é o destino”, Selamat disse à Associated Press em Kuala Lumpur, Malásia.
Segundo Selamat, a companhia aérea não disse se as famílias serão levadas para a Austrália, que está coordenando as buscas pelo avião, e que mais detalhes devem ser divulgados na terça (25).
Vestido com um terno preto, Najib disse que Malaysia Airlines já informou as famílias dos passageiros. As declarações do premiê foram feitas no mesmo dia em que autoridades australianas anunciaram ter descoberto dois objetos no Oceano Índico Sul que poderiam estar relacionados ao voo que desapareceu dos radares logo após sua decolagem de Kuala Lumpur, Malásia, para Pequim, China.

Jornal de Hoje

Nenhum comentário:

Postar um comentário