escritório

escritório

terça-feira, 23 de setembro de 2014

JORNALISTA TÚLIO LEMOS ANALISA RESULTADOS DAS PESQUISAS

A pesquisa Certus, divulgada pelo Blog do BG, revela diferença de quase 7% de Henrique Alves em relação a Robinson Faria. Os números não deixam de ser animadores para a candidatura de Henrique, apesar da queda do candidato do PMDB e do crescimento da candidatura de Robinson em comparação com pesquisa anterior do mesmo instituto.
DIFERENÇA
A vantagem numérica de Henrique é importante nesse momento em que a campanha chega na reta final e os indecisos passam a tomar posição. Pela data da realização da pesquisa, a gravação do pedido de voto de Lula para Robinson, não chegou a ser avaliado com a força que os aliados de Robinson esperavam. É possível que a força de Lula ainda faça efeito em levantamentos futuros.
QUEDA
A pesquisa aponta queda da aceitação de Henrique e crescimento do nome de Robinson. Nesse caso, apesar de contar com toda a força de um superpalanque, ao invés de crescer na reta final, houve queda de Henrique e crescimento de Robinson. O problema é que o crescimento de Robinson não tem ocorrido numa velocidade maior.
TURNO
A eleição poderá ser resolvida em primeiro turno. Seja pela superioridade de Henrique ou virada de Robinson. No caso da pesquisa Certus, o não crescimento dos candidatos considerados nanicos, produz um cenário de definição em primeiro turno, mesmo que a diferença entre os dois principais candidatos não seja tão expressiva.
SOMA
A vantagem de Henrique para Robinson é de 6,86%; a soma dos candidatos nanicos é 4,19%; o percentual de Robinson, mais a soma dos demais candidatos, chega a 35,05%, inferior ao percentual de Henrique, de 37,71%. Nesse caso, Henrique venceria em primeiro turno com apenas 2,67% de diferença. Ou seja: O candidato que abrir 5 pontos de vantagem, tem grande chance de ganhar a eleição no primeiro turno.
INDECISOS
Diante de uma vantagem pequena, cresce a importância em relação aos indecisos. A Certus aponta que há mais de 26% de eleitores sem um candidato definido. É um percentual muito alto de indefinição do eleitorado a tão pouco tempo do dia da eleição. Os números mostram que qualquer um pode ser eleito; para isso, basta conquistar uma parcela desse eleitorado.
ANTECIPAÇÃO
Nunca é demais lembrar a todos os candidatos, em especial aos candidatos ao Governo do Estado e seus aliados e seguidores: Não há motivo para cantar vitória ou chorar derrota antecipada. Eleição só termina quando as urnas falam.
CASADO
A pesquisa Certus mostrou que a maior parte do voto de Wilma está casada com Henrique. O mesmo não acontece com Fátima Bezerra, que não casou a maior parte de seu eleitorado com Robinson.
SENADO
Caso não aconteça nenhum fato novo expressivo, a vitória de Fátima Bezerra está se consolidando. A vantagem numérica da irmã de Tetê diante da ex-governadora Wilma de Faria, vem crescendo a cada pesquisa feita por institutos sérios, como o Certus. Porém, pesquisa não é voto na urna; tudo pode acontecer em 12 dias.
MOSSORÓ
Pesquisa do Intituto Certus, realizada no maior colégio eleitoral do interior do Estado, aponta virada eleitoral da candidatura de Robinson Faria sobre Henrique Alves. Está configurado o empate técnico, levando em consideração a margem de erro. Robinson tem 30,2% e Henrique aparece com 27,92%, diferença de 2,28% em favor do pai de Fábio.
VIRADA
A importância dos números da Certus para a campanha de Robinson dá-se pelo fato de que havia em Mossoró, um quadro de derrota até duas semanas atrás. Apesar de contar com o apoio das maiores lideranças do município, Henrique não conseguiu transformar isso em voto e seus aliados já admitem derrota na Capital do Oeste.
DERROTA
Lideranças do PMDB do interior do Estado que conversaram com o deputado Henrique Alves nos últimos dias, ouviram do candidato que ele já admite a derrota da ex-governadora Wilma de Faria para Fátima Bezerra. As lideranças não se surpreenderam e confirmaram que o crescimento de Fátima está claro e que o bacurau não quer votar em Wilma.
ESGOTO
Em caminhada pelas ruas do bairro Bom Pastor, o deputado Henrique Alves teve que fazer um verdadeiro malabarismo para atravessar esgotos a céu aberto. Depoimento contra a gestão do prefeito Carlos Eduardo, que hoje é seu aliado.
INFIDELIDADE
O cantor e compositor Fernando Luiz, candidato a deputado, não está satisfeito com ações de infidelidade partidária dentro de seu próprio partido, o PSDC. O sogro do ator Murilo Rosa constatou que um dirigente partidário está apoiando uma candidata de outro partido e vai conversar com o presidente da legenda no RN, advogado Joanilson de Paula Rêgo e pedir providências para o caso.

Nenhum comentário:

Postar um comentário