escritório

escritório

sábado, 20 de dezembro de 2014

BRASIL: JUIZ DEMITIDO POR TRABALHAR EMBRIAGADO

O Tribunal de Justiça de Mato Grosso demitiu o juiz Ariel Rocha Soares, acusado de ir trabalhar embriagado. A decisão unânime foi tomada pelos desembargadores na quinta-feira (18). Cabe recurso.
De acordo com a decisão, Soares foi flagrado bêbado durante o exercício da função em diversas ocasiões e teria apresentado “conduta incompatível com a magistratura”.
O magistrado atuava na comarca de Tabaporã (a 643 km de Cuiabá) e, como ainda não havia completado cinco anos de serviço, não terá direito à aposentadoria compulsória.
O juiz foi denunciado à Corregedoria do TJ-MT pela promotora Roberta Sanches, de Tabaporã. Soares, conforme depoimentos de testemunhas, ia para as audiências de óculos escuros e constrangia as partes envolvidas fazendo comentários, como sobre o corte de cabelo, dentre outros. Ele também levava o cachorro a algumas audiências.
Depoentes afirmaram que era possível sentir o cheiro de álcool pelo hálito do magistrado. Ele também foi visto dando “cavalos-de-pau” com o carro no estacionamento do Fórum da cidade. Nos autos, o juiz afirma que havia comprado um carro novo e que apenas deu uma “derrapada”.
O pleno do TJ-MT pontuou ainda que Ariel “vacilava” no julgamento de questões urgentes, levando dois meses para proferir decisão sobre um pedido liminar.
A relatora do Processo Administrativo Disciplinar instaurado contra o juiz, desembargadora Maria Erotides Kneip Baranjak, afirma que “restou devidamente comprovado que ele fazia uso de álcool em horário e ambiente de trabalho. A questão é gravíssima, o comportamento do magistrado desonra não só o próprio magistrado, mas todo o Poder Judiciário”.
Soares pode recorrer da decisão. A reportagem tentou contato com o magistrado, mas ele não foi localizado.

Folha


Blog do BG: http://blogdobg.com.br/em-mt-juiz-e-demitido-por-trabalhar-embriagado/#ixzz3MTiBmEGm

Nenhum comentário:

Postar um comentário