escritório

escritório

segunda-feira, 20 de abril de 2015

HENRIQUE DEFENDE DILMA


ministrohenrique
Em resposta aos que defendiam a abertura de processo de impeachment da presidente petista, como o senador tucano Cássio Cunha Lima (PSDB-PI) e o deputado Mendonça Filho (DEM-PE), Henrique Alves disse que “o mais ilustre tucano”, o ex-presidente Fernando Henrique Cardoso, ponderou sobre o tema porque já esteve no comando do País e viveu bons e maus momentos. Henrique Alves indagou a razão de nenhum partido estar presente nas manifestações de rua.
Ao falar em defesa do mandato de Dilma, o ministro do Turismo disse que entendia o embate da oposição em querer enfraquecer um governo que saiu recém-eleito das urnas (sem ampla maioria), mas queria dizer que defendia a gestão petista, não por ser ministro mas por ter vivido em sua família, “que foi a mais cassada”. “Eu sei a dor da injustiça, do desrespeito à Constituição e à cidadania.”
Henrique Alves disse que o momento é de maturidade e de responsabilidade. “Não falo como ministro do governo Dilma, mas com autoridade de quem já comandou a Câmara e sabe que tudo deve ser feito com base na legalidade e no diálogo.” E emendou: “Não podemos ter o terceiro turno das eleições”.

ROBSON PIRES

Nenhum comentário:

Postar um comentário