escritório

escritório

segunda-feira, 29 de fevereiro de 2016

CERRO CORÁ: POLÍTICA

A menos que ocorra uma reviravolta até o dia 18 de março, quando se fecha a "janela partidária" para a desfiliação e ingresso em outras legendas dos atuais detentores de mandatos legislativos, sem correr o risco de perder o cargo eletivo por infidelidade partidária, o prefeito Raimundo Marcelino Borges, o "Novinho", vai encerrar o segundo período à frente da administração municipal sem maioria na Câmara Municipal. Depois de perder a vereadora Graça Medeiros (PSD), o vereador Francisco Aldo Maciel, o "Aldin" acaba de confirmar ao blogueiro e radialista "Maninho" que está deixando o Democratas para se filiar ao PSD, partido do governador Robinson Faria.

Na campanha de reeleição em 2012, o prefeito "Novinho" saiu-se vitorioso, com uma maioria na Câmara de seis vereadores. Hoje, contando que o vereador Manoel de Cláudio (PMDB), já teria manifestado instatisfação política em relação ao grupo da situação, este passa a contar com quatro vereadores, incluindo-se o vereador Valderi Borges, que é candidato a vice-prefeito na chapa a ser encabeçada pelo vice-prefeito João Batista de Melo Filho e ainda Everaldo Araújo, ambos do DEM, além do vereador Alvaro Melo (PMDB), filho de J. Batista.

Com a nova configuração das bancadas na Câmara, a oposição passa a contar com cinco vereadores, contando-se os edis que combatem a situação desde as eleições de quatro anos atrás: Evilásio Bezerra (PPS), Erinho Albuquerque (PTB) e Zeca Araújo (PT), aos quais se somam Graça Medeiros e Aldo Maciel.


CERRO CORÁ NEWS

Nenhum comentário:

Postar um comentário