escritório

escritório

sexta-feira, 22 de abril de 2016

STF DETERMINA QUEBRA DOS SIGILOS BANCÁRIOS DE JOSÉ AGRIPINO E FELIPE MAIA


Ministro do STF determina quebra de sigilo do senador José Agripino e do deputado federal Felipe Maia
22 abr 2016
O senador José Agripino Maia e o filho dele, deputado federal Felipe Maia, tiveram o sigilo bancário quebrado por decisão do Supremo Tribunal Federal. Além dos dois, outras 14 pessoas estão na lista da decisão do ministro Luís Roberto Barroso. Todas as pessoas são ligadas ao presidente nacional do DEM.
O pedido de quebra de sigilo havia sido solicitado pelo procurador geral da República, Rodrigo Janot.
Duas das empresas atingidas com a quebra de sigilo são do deputado e outras são ligadas ao filho dele ou estão, segundo a Procuradoria Geral da República, “em nome de interpostas pessoas – laranjas”.
O ministro Luís Roberto Barroso concedeu o pedido e determinou a expedição de ofícios ao Banco Central e à Receita Federal na semana passada. Os documentos foram digitalizados no processo, que não corre em segredo de Justiça, pelo setor responsável do Supremo nesta semana.
Para o ministro, a Procuradoria mostrou que a prova coletada até o momento “aponta para a presença de indícios de condutas que, aparentemente, se subsumem à descrição de crimes de lavagem de dinheiro”.
DENÚNCIA
As investigações feitas pela Procuradoria Geral da República apontam para um esquema de lavagem de dinheiro envolvendo José Agripino e Felipe Maia, justamente, no período das campanhas eleitorais de 2010 e 2014. . “Isso, igualmente, indica que os pedidos de doações eleitorais feitos pelo parlamentar à OAS, prontamente atendidos, podem constituir, na verdade, solicitações e repasses de propina, de forma dissimulada”, escreveu o procurador Rodrigo Janot.

Nenhum comentário:

Postar um comentário