escritório

escritório

sexta-feira, 20 de maio de 2016

SÃO TOMÉ: "FARRA DE LICITAÇÕES' É DESTAQUE NO BLOG DE ROBSON PIRES

Enquanto algumas prefeituras do interior do Rio Grande do Norte sofrem com a falta de recursos, ameaçando inclusive o pagamento da folha salarial dos servidores, outras esbanjam gastos milionários mesmo reclamando da crise. É o caso da Prefeitura de São Tomé, a 110 km de Natal, que decretou “estado de calamidade financeira” no ano passado. Entre 2013 e 2016, foram pagos a oito empresas por meio de licitações o equivalente a R$ 6,5 milhões. Mas, como se não bastasse o alto custo dos processos, são grandes as suspeitas de que os recursos estariam sendo desviados do seu verdadeiro destino.
A acusação foi feita por dois vereadores da cidade, Josinaldo Amaro de Lima, o “Gá” (PSDB), e Antenor “Nego” Pereira (PSDB). A denúncia foi entregue ao Ministério Público Estadual e ao Tribunal de Contas do Estado. “A cidade vive dias de verdadeiro colapso administrativo na gestão do prefeito Gutemberg Pereira da Rocha. Falta de pagamento de servidores em diversas secretarias, greve dos servidores da educação, epidemia de dengue, estradas intransitáveis, falta de transporte escolar, mas sobra dinheiro para licitações obscuras e eleitoreiras”, disse o vereador Gá.
Outro processo licitatório que chamou a atenção na cidade diz respeito a contratação de veículos para atender a Prefeitura. Ao todo, foram gastos R$ 1,5 milhão com a locação de automóveis para servir a São Tomé.

Um comentário: