escritório

escritório

sexta-feira, 30 de setembro de 2016

STJD ACEITA DENÚNCIA DO AMÉRICA

O América venceu a primeira etapa para levar ao Pleno do STJD a "notícia de infração" protocolada contra o Botafogo-PB,  referente a uma possível irregularidade na transferência do volante Sapé para o clube paraibano. De acordo com a diretoria rubra, o procurador-geral do Tribunal, o advogado Felipe Bevilacqua, aceitou a denúncia e enviará o processo para análise de uma das Comissões Disciplinadoras do órgão jurídico. O STJD não confirma a informação.
 
Caso a Comissão verifique que há subsídios suficientes que embasem a denúncia, a peça será enviada para julgamento na Corte. Ainda não há previsão sobre quanto tempo levará para a tramitação do processo.
 
No entanto, é provável que o caso seja tratado com urgência pelo Tribunal, uma vez que os primeiros jogos das quartas de final da Série C começam a ser disputados na sexta-feira. A peça jurídica protocolada pelo América não pede a suspensão do Campeonato até o seu julgamento.
 
Uma possível punição ao Botafogo, que encerrou a primeira fase na terceira posição do grupo A, interferiria diretamente na classificação da chave A e, consequentemente, nos duelos do mata-mata. O time de João Pessoa enfrenta o Boa Esporte nas quartas de final. A primeira partida do confronto está marcada para acontecer na sexta, às 21h, no estádio Almeidão, na capital da Paraíba.
 
O América alega reunir indícios que apontam infração cometida pelo Botafogo. O Alvirrubro defende a tese de que há irregularidades na inscrição do volante Jardson Sapé junto à CBF. 
 
Um dos pontos da denúncia feita pelo Alvirrubro ao STJD seria a de uma assinatura realizada por um dirigente do CSP, clube de João Pessoa, em nome do presidente e vice-presidente do Botafogo-PB. A íntegra do processo, contudo, não foi revelada.
 
Caso seja punido, o Botafogo-PB perderia 18 pontos e seria rebaixado para a Série D. O América, por sua vez, seria beneficiado com a punição e se salvaria da queda para a Quarta Divisão Nacional. A vaga do clube paraibano no G4 seria herdada pelo Remo, que também busca judicialmente a virada de mesa. 

NOVO JORNAL

Nenhum comentário:

Postar um comentário