escritório

escritório

terça-feira, 29 de novembro de 2016

JOGADORES DA CHAPECOENSE SOBREVIVERAM COM SEQUELAS GRAVES

Os três jogadores da Chapecoense que sobreviveram à queda do avião na Colômbia nesta terça-feira (29/11) podem ficar com graves sequelas. Boletins médicos divulgados pelos hospitais que acolheram os atletas afirmam que todos os sobreviventes seguem internados.

O goleiro reserva, Jackson Folmann, teve a perna amputada, segundo informaram os médicos. Outros dois atletas do time de Santa Catarina seguem internados: o lateral-direito Alan Ruschel e o zagueiro Neto. Ruschel teria fraturado a décima vértebra, com fraturas múltiplas e problemas respiratórios.


Já Neto só foi resgatado mais de 6 horas depois da queda do avião, com um grande corte na cabeça. Como chovia muito e fazia frio no local do acidente, o defensor foi resgatado com hipotermia e, segundo um socorrista, apenas mexia os olhos. O zagueiro foi submetido a uma cirurgia. O goleiro Danilo chegou a ser socorrido, mas faleceu após chegar ao hospital.


O médico do Hospital San Juan Dios, Guilherme Molina, esclareceu a situação dos sobreviventes do trágico acidente que vitimou a maior parte da delegação da Chapecoense. 


"Chegaram vivos aqui o Rafael, jornalista de Chapecó, e um jogador da Chapecoense, o Alan Ruschel. Os dois estavam em um estado complicado geral", disse Molina, diretor da clínica San Juan de Dios, em entrevista ao Sportv.

CORREIO BRAZILIENSE

Nenhum comentário:

Postar um comentário