escritório

escritório

quinta-feira, 28 de fevereiro de 2013

MISTÉRIO NA MORTE DE ENGENHEIRA POTIGUAR NO RJ


Policiais civis e militares de Macaé e Rio das Ostras, no litoral norte do estado, estão investigando as circunstâncias da morte da engenheira química Angelica Mara de Góis Martins, de 24 anos, encontrada morta na tarde de quarta-feira numa estrada de terra na localidade de Rancho Sagitário, no bairro Cantagalo, em Rio das Ostras. 

Angélica  é de Natal e estava enforcada por um corda numa árvore, próximo a um Fiat Uno preto, placa LLR 3481. O veículo não consta como roubado e está registrado em nome de uma empresa que prestaria serviços à Petrobras. Para os policiais nenhuma hipótese nas investigações para justificar a morte foi afastada, inclusive a possibilidade de a vítima ter se suicidado. Para acrescentar mais ingredientes na investigação policial, a morte de Angelica teria acontecido por volta das 13h, quase no mesmo momento do assassinato de Severino dos Ramos Paulino Aires, de 38 anos, executado com três tiros (dois na cabeça e um nas costas), na Rua Carlos Machado 250, na localidade de Recanto, também em Rio das Ostras. O local fica a mais de dois quilômetros de distância de onde Angelica foi achada

O Globo

Nenhum comentário:

Postar um comentário