escritório

escritório

domingo, 30 de março de 2014

ANÁLISE POLÍTICA POR THAISA GALVÃO


Huummm…

O Blog deixou bem claro que não acreditou no resultado divulgado pelo PSB, da reunião com o presidente nacional do partido, o presidenciável Eduardo Campos.

Ainda na noite da reunião, postei aqui que a senadorável Wilma de Faria deixava Recife, onde aconteceu a reunião, certa de que ainda faltavam pendências a serem resolvidas antes dela se apresentar como a “senadora de Henrique”.

O fato é que, chegando em Natal, Wilma e Henrique, mais o ministro Garibaldi Filho e deputados estaduais, conversaram…e decidiram botar o time em campo.

Ainda na festa verde e vermelha perguntei a dois pessebistas que foram a Recife sobre o clima apagado do partido e os dois afirmaram que estava tudo ‘magiclik’.

Que o presidenciável Eduardo Campos deu sinal verde e que só fazia um simples pedido: que Wilma deixasse para anunciar seu nome depois da candidatura dele, no dia 14.

Coisa mais sem propósito!
*

O Blog mostrou a estreia fria de Wilma no anúncio das candidaturas…e o clima de anúncio sem apoteose…

Aí a deputada Márcia Maia vai à imprensa e declara que, se for preciso, o PSB local vai questionar a Executiva Nacional sobre o assunto…

Deixando claro que nem tudo são flores na coligação que se apresentou nesta quinta.

Se tem que pressionar a Executiva…e a Executiva é o presidenciável Eduardo Campos (não tentem me convencer que não)…então pra que esse teatro todo?

Pra ganhar tempo?




NOTA DO BLOG: Tomei conhecimento que a reunião em Recife foi pesada e Eduardo Campos não aceita de forma alguma a candidatura de Wilma ao senado. 

Nenhum comentário:

Postar um comentário