escritório

escritório

quarta-feira, 19 de dezembro de 2012

NATAL: CARLOS EDUARDO EM CONFLITO COM VEREADORES

O prefeito diplomado de Natal, Carlos Eduardo Alves (PDT), não digeriu bem a decisão da Câmara Municipal de Natal (CMN), aprovada nesta terça-feira (18), por 12 votos a 4, de limitar o percentual de remanejamento do orçamento de 2013 em 5%.

Ele lamentou o resultado da votação e comentou com correligionários e aliados próximos que “foi uma tentativa da CMN de me emparedar”.

Segundo uma fonte próxima ao pedetista, ele estranhou a postura dos vereadores que, no período de Micarla de Sousa (PV), chegaram a liberar remanejamentos de 20% do orçamento geral e 100% em áreas como saúde e educação.

“É uma Câmara que não representa a sociedade e ainda está contaminada pelo espírito micarlista. Esses vereadores não têm o respaldo da população”, disse o prefeito a aliados.

Além disso, de dentro do PDT sai a informação de que o voto favorável aos 5% da vereadora Sargento Regina, filiada à sigla, causou muita irritação entre seus correligionários. Porém, além dela, vários vereadores aliados de Carlos Eduardo, como a bancada do PSB (partido da vice-prefeita diplomada Wilma de Faria) votaram contra os interesses do pedetista.

A definição pelo remanejamento de 5% foi uma derrota para o prefeito diplomado. Para fazer mudanças além desse percentual no orçamento que herda da atual gestão, ele terá que submeter a proposta à aprovação dos vereadores.

Votaram a favor dos 5% os vereadores Sargento Regina (PDT), Júlia Arruda (PSB), Júlio Protásio (PSB), Franklin Capistrano (PSB), Bispo Francisco de Assis (PSB), Adão Eridan (PR), Aquino Neto (PV), Chagas Catarino (PV), Dickson Nasser (PSB), Assis Oliveira (PR), Heráclito Noé (PR) e Fernando Lucena (PT). Foram contra George Câmara (PC do B), Maurício Gurgel (PHS), Luís Carlos (PMDB) e Raniere Barbosa (PRB).

Fonte: Defato.com

Nenhum comentário:

Postar um comentário