quarta-feira, 26 de fevereiro de 2020

ÁGUIA DE OURO CONQUISTA CAMPEONATO DO DESFILE DAS ESCOLAS DE SAMBA DE SÃO PAULO


Foto: Reprodução/Facebook
Águia de Ouro sagrou-se campeã do Grupo Especial do Desfile das Escolas de Samba do Carnaval de São Paulo. A apuração que laureou a escola teve início por volta de 16h desta terça-feira, 25, e foi lotada de emoção – onde cada décimo valia muito.
A escola só assumiu a ponta da classificação geral no penúltimo quesito, ‘Alegoria’, depois de a Acadêmicos do Tatuapé liderar por boa parte da apuração.
O samba-enredo da escola, O Poder do Saber, abordou a importância da inovação e da sabedoria – sem deixar de alfinetar o governo de Jair Bolsonaro.
“Não se pode falar de educação sem amor”, como cantou a agremiação, é uma das frases mais conhecidas do educador Paulo Freire, já atacado pelo presidente.
Entre outras referências, a Águia de Ouro relembrou Geraldo Vandré, autor de Pra não dizer que não falei das flores, uma das músicas-hino contra a ditadura militar: “Quem sabe faz a hora, não espera acontecer”, cantou a escola.
A escola fez um panorama histórico sobre a evolução do homem e grandes invenções com o samba-enredo, passando desde a pré-história até a esperança em tecnologias digitais e robóticas – e pregando um futuro ecológico e próspero, apesar das dificuldades.
Os retrocessos vindos, digamos, de novas tecnologias também foram lembrados pela agremiação, que reservou um espaço para a lembrança de guerras, como a referência aos ataques a Hiroshima e Nagasaki durante a Segunda Guerra Mundial em uma das alegorias.
A musa Tati Minerato liderou o desfile, depois de uma vida dedicada a outra escola, a Gaviões da Fiel.
Veja

Nenhum comentário:

Postar um comentário