sábado, 22 de setembro de 2018

RN: THAÍSA GALVÃO ANALISA PESQUISA DO IBOPE

O Ibope pisou pesado no acelerador e disparou pontos percentuais na pesquisa que difere completamente de tudo o que os próprios candidatos tem nas suas gavetas….

E na distribuição de agrados, Zenaide foi a campeã, ganhando 13 pontos em um mês.

Se isso vai representar 13 pontos na loteria com a cadeira no Senado como prêmio, só as urnas dirão.

Ou o próprio Ibope, se tiver uma pesquisa mais perto da eleição, exatamente aquela última que o instituto faz para ajustar os resultados e manter a linha de isenção para as eleições futuras.

O segundo mais agraciado com a carreira do Ibope foi o candidato a governador Carlos Eduardo Alves (PDT), estaganado na média dos 16%, que em um mês subiu 10 pontos.
Vi a hora passar de Fátima…

Mesmo indesejáveis dos contratantes da pesquisa, Fátima Bezerra (PT) e Robinson Faria (PSD) subiram 5% cada e o Capitão Styvenson pulou 4 casas.

Os candidatos a senador Antônio Jácome (Pode) e Geraldo Melo (PSDB) subiram 6 pontos cada um.

Até os candidatos a governador Heró Bezerra (PRTB) e Freitas (Rede), deram uma de foguete e subiram 100% nas intenções de votos, passando de zero para 1%.

O Ibope só se esqueceu de agradar a um candidato: o senador Garibaldi Filho.

Que em um mês não se mexeu, permanecendo na casa dos 21%.

Não coube creditar ao candidato nem mesmo os 3 pontos da famosa margem de erro do Ibope.

Para mais, teria ficado o senador com 24%, pelo menos seguindo a onda acelerada da pesquisa contratada e divulgada pela InterTV Cabugi.

RN: DISPUTA ACIRRADA EM ASSU

 Thaísa Galvão:

Na noite de Assu, nesta sexta-feira, registro de uma eleição municipal.

Candidatos a uma vaga na Assembleia Legislativa, o deputado George Soares (PR) e o ex-prefeito Ivan Júnior (PSD) dividiram a cidade, cada um com seu candidato a governador.

George com a candidata ao Governo Fátima Bezerra (PT) e Ivan Jr com o governador Robinson Faria (PSD).

Abaixo o palanque de George, aniversariante do dia:


O palanque de Ivan Jr:

FUTEBOL NA TV


SÃO TOMÉ: BABÁ REALIZA REUNIÃO POLÍTICA NO SÍTIO ESPINHEIRO



RN: CIRO GOMES EM JOÃO CÂMARA E MANUELA EM NATAL



SÃO TOMÉ: PRIMEIRA RODADA DA COPA REGIONAL DA MULHER DE FUTSAL


RN: NEY LOPES ANALISA PESQUISA DO IBOPE

Do editor

Divulgados os números da pesquisa IBOPE, na noite de ontem, 21 (acesse postagem neste blog: https://bit.ly/2xtBJdi).

Alguns aspectos pontuais merecem análise.

Para governador do Estado, os números são expressivos e revelam a polarização entre Fátima Bezerra e Carlos Eduardo. O governador Robinson Faria melhora o seu desempenho, porém ainda está distante de ser considerado viável para uma disputa de segundo turno.

Para senador, a observação que persiste é a de que o eleitor não se sente satisfeito com as opções que lhe foram oferecidas pelos partidos para o preenchimento das 2 (duas) vagas no RN.

O eleitor desejaria mais alternativas.

A prova é que os candidatos majoritários em campanha “patinam” em percentuais mínimos (sobretudo considerando-se que são duas vagas), ao contrário de estados vizinhos como Ceará, Paraíba e Pernambuco, onde os nomes para o senado atingem 30 e até 40 por cento de preferencia popular.

GOVERNO DO ESTADO

Em termos de “tendências” e de “crescimento”, o IBOPE mostra, na disputa pelo governo, Fátima e Carlos Eduardo evoluindo nos seus percentuais.

Robinson cresceu também.  Atingiu dois dígitos e melhorou a aceitação do seu governo.

O segundo turno está desenhado como possível, embora não seja, ainda, certeza absoluta.
Fátima Bezerra avançou após a indicação de Haddad para presidente da república. Aliás, o petista já lidera no RN.

Carlos Eduardo, considerando os índices de pesquisa anteriores, foi quem mais evoluiu percentualmente, se comparado com outros candidatos, demonstrando que na “reta final” dá sinais de crescimento. Esse aspecto é muito importante. Regra geral, candidato que cresce no final da campanha alcança resultados mais satisfatórios.

A maior dúvida em relação ao crescimento de Carlos Eduardo é que, se ele cresce, Fátima Bezerra não estaciona e cresce também, mantendo a distancia de percentuais, existente desde o início da campanha.

Tais fatores avalizam a tese de que a “parada” será resolvida nas próximas duas semanas e favorecerá quem consiga atrair os eleitores, que se situam entre os votos “indecisos”, nulos e brancos.

Na eleição de presidente e governador, a Constituição adota a realização de segundo turno.

Para ser eleito, não basta ao candidato simplesmente obter mais votos do que seus concorrentes. Ele precisa ir além, devendo obter no primeiro turno mais da metade dos votos válidos (excluídos os votos em branco e os votos nulos).

Não tendo sido atingida a votação suficiente por nenhum dos candidatos, haverá a necessidade de segundo turno e ganhará aquele que conseguir a maioria dos votos válidos em segundo escrutínio.

No caso do RN, a grande preocupação de Carlos Eduardo e Robinson (os mais competitivos, até agora) deve ser levar o eleitor à urna e reduzir os votos brancos, nulos e indecisos.

Se isso não for alcançado, Fátima Bezerra se beneficia, pois a maioria absoluta a ser calculada no primeiro turno será proporcionalmente menor.

Pela pesquisa divulgada haverá segundo turno, com margem pequena de garantia.

SENADO

Para o senado da república, o quadro é nebuloso, como vem se mostrando, desde o início da campanha.

Os candidatos não empolgam e o eleitor percebe um vazio de propostas e de nomes, repetindo-se chavões, sem algo consistente, em matéria de proposta legislativa.

Há candidatos que “fazem promessas” típicas de governador e presidente, quando a competência de um Senador é “legislar”.

Não se conhecem propostas de um plano ordenado de ação legislativa típica, com princípio, meio e fim, além da indispensável  segurança de que o candidato tem vocação de legislador (já demonstrado no passado) e por isso está preparado e será capaz de discutir e debater no Senado.

Apenas são usados no rádio e TV alguns temas que despertam interesse popular e o anuncio de  "vagas de iniciativas", sem  a demonstração da consistência de "como, quando e porque" a legislação terá que ser alterada.

Diante desse contexto, o eleitor tendo desejo de “protestar”, fica em dúvida, na hipótese de resolver não omitir-se.

Em momento de aumento da consciência crítica do eleitorado, percebe-se essa fato, em razão de depoimentos esparsos, ouvidos informalmente.

Em tal quadro, o Capitão Styvenson adota um “estilo próprio”; não participa do horário eleitoral e mantem-se quase no anonimato, em matéria de exibição eleitoral nas ruas.

Até agora, a sua estratégia dá certo e o IBOPE mostra que ele se mantém na liderança e caminha para ganhar uma das vagas, embora sujeito a acidentes de percurso.

A segunda vaga do senado está “embolada” e “indefinida”.

O IBOPE trouxe de novo, se comparado com pesquisas anteriores, a evolução de Geraldo Melo e, principalmente, de Zenaide Maia.

Houve crescimento dos dois, porém nada assegura que um ou outro possa superar Garibaldi Alves, que desde o início da campanha mantem-se em percentual estável, quase inalterado.

O deputado Jácome cresceu também, mas distante dos demais concorrentes.

O dado de crescimento mais relevante para a disputa senatorial da segunda vaga é da deputada Zenaide Maia. Além do “pulo” que deu (dobrou a intenção de voto), ela poderá beneficiar-se da onda Haddad, que, segundo a pesquisa, já é o presidenciável mais votado no RN.

Além de Haddad, a deputada Zenaide conta com a sua candidata Fátima Bezerra, que se mantém na liderança para o governo.

O senador Garibaldi Alves, conhecido pelo “milhão de votos” em sua última eleição, não está conseguindo ir além da média de 20%. Um dado lhe favorece: o seu voto é consistente e dá sinais de que não sofrerá influências externas de candidatos a presidente, ou ao governo.

“Caso” o desgaste atinja os seus concorrentes na reta final, a tendência será Garibaldi chegar ao segundo lugar.

Zenaide e Geraldo correm riscos.

Zenaide o risco do “anti petismo” , da alta rejeição de Lula e seus candidatos. Ela é o caso típico de quem se beneficia de “um lado e perde de outro”.  O capital eleitoral próprio de Zenaide é mínimo. Se ganhará mais votos do que perderá, só as urnas dirão.

Ela também não demonstra perfil ideal para  ocupar um mandato de Senador. A sua única bandeira no exercício do mandato de deputado federal é ter sido “contra Temer”. Nada mais. Para agregar o eleitorado indeciso, esse fator de credibilidade é fundamental.

Geraldo tenta notoriamente se “descolar” de Robinson, para evitar desgastes,  o que pode não lhe garantir os votos dos “anti Robinson” e perder daqueles apoiadores do governador. Além do mais, o tucano arca com os ônus dos desgastes e vacilações do PSDB, o sofrível desempenho de Alckmin, o impacto negativo das prisões de governadores do seu partido (PR e MT) e as denuncias divulgadas na Assembleia Legislativa do RN, ainda em apuração, atingindo o núcleo central de seus apoiadores e incentivadores.

CONCLUSÃO

A eleição no RN, pelo que se conhece até o momento, teria os seguintes prognósticos, todos eles possíveis de mudanças na reta final.

Para governador do estado, a tendência será o segundo turno, quando a participação dos candidatos a Presidente da República terá grande influencia na escolha do eleitor. Afinal, o estado vive uma crise sem precedentes e não se salvará longe do Planalto.

Para o senado, o Capitão Styvenson continua favorito para a primeira vaga, embora pelo IBOPE, os seus concorrentes próximos tenham evoluído, em percentuais.

A segunda vaga do senado é indefinida, ainda. Maiores probabilidades para a vitória de Garibaldi Alves, embora Zenaide e Geraldo não possam ser considerados “cartas fora do baralho”.

A eleição proporcional no RN – como no Brasil – certamente não trará surpresas.

A renovação será quase nenhuma. O eleitor tende a optar por referendar os mandatos dos atuais.

Literalmente, é  impossível sobreviver quem não tenha o domínio das finanças dos partidos, que se transformaram em "caixas bancários" pessoais e sem fiscalização.

Os parlamentares fizeram uma lei eleitoral imoral, que os favoreceu, com milhões de reais disponíveis nas campanhas e destinados à distribuição "dadivosa" com os municípios e correligionários.

Como se não bastasse, no caso do RN, a Assembléia Legislativa e a Câmara Municipal de Natal funcionaram como comitês eleitorais, através  do patrocínio ostensivo de candidaturas e de partidos, com ações concretas e diretas de favorecimentos.

Tudo isso consumado à luz do meio dia, no país da Lava jato (?????).

Difícil acreditar, que o eleitor, mesmo protestando tanto, não reaja.

Mas, pelo andar da carruagem, não reagirá.

Serão os "mesmos", mantidos e preservados nos seus mandatos.

Deus queira,  que a previsão do editor esteja errada!

sexta-feira, 21 de setembro de 2018

RN: PESQUISA IBOPE PARA GOVERNO

Pesquisa Ibope divulgada nesta sexta-feira (21) aponta os seguintes percentuais de intenção de voto para o governo do Rio Grande do Norte:
  • Fátima Bezerra (PT): 39%
  • Carlos Eduardo (PDT): 25%
  • Robinson Faria (PSD): 13%
  • Brenno Queiroga (solidariedade): 3%
  • Professor Carlos Alberto (PSOL): 2%
  • Freitas Jr. (Rede): 1%
  • Dário Barbosa (PSTU): 1%
  • Heró Bezerra (PRTB): 1%
  • Brancos/nulos: 11%
  • Não sabe ou não respondeu: 5%
A pesquisa foi encomendada pela Inter TV Costa Branca. É o segundo levantamento do Ibope realizado depois da oficialização das candidaturas na Justiça Eleitoral.

No levantamento anterior, feito de 14 a 16 de agosto, os percentuais de intenção de votos eram os seguintes: Fátima Bezerra, 34%; Carlos Eduardo, 15%; Robinson Faria, 8%; Brenno Queiroga, 1%; Professor Carlos Alberto, 2%; brancos ou nulos; 31%; não sabe ou não respondeu, 9%. Freitas Jr, Dario Barbosa e Heró Bezerra não pontuaram na primeira pesquisa.

BLOG TANGARENSE

RN: PESQUISA IBOPE PARA O SENADO

Pesquisa Ibope divulgada nesta sexta-feira (21) aponta os seguintes percentuais de intenção de voto para o Senado no Rio Grande do Norte:
  • Capitão Styvenson (Rede): 27%
  • Dra. Zenaide Maia (PHS): 25%
  • Garibaldi Filho (MDB): 21%
  • Geraldo Melo (PSDB): 20%
  • Jácome (Podemos): 13%
  • Alexandre Motta (PT): 5%
  • Magnólia (Solidariedade): 4%
  • Ana Célia (PSTU): 2%
  • Telma Gurgel (PSOL): 2%
  • João Morais (PSTU): 2%
  • Jurandir Marinho (PRTB): 2%
  • Levi Costa (PRTB): 1%
  • Napoleão (Rede): 1%
  • Dr. Joanilson (DC): 1%
  • Professor Lailson (PSOL): 1%
  • Branco/nulo – vaga 1: 17%
  • Branco/nulo – vaga 2: 28%
  • Não sabe/não respondeu: 27%

VÍDEO: BOLSONARO EM PLENA RECUPERAÇÃO


RN: FÁTIMA BEZERRA EM CERRO CORÁ


A senadora Fátima Bezerra-PT candidata ao governo do estado, que em campanhas passadas não visitou Cerro Corá, esteve de passagem na tarde desta quinta-feira(20),ela foi recepcionada pelos apoiadores Chiquinho da Fetarn, presidente do Sindicato dos Trabalhadores Rural, sua esposa a ex-vereadora Ana Maria, os vereadores Erinho e Maciel , ambos do PTB.

 

Fátima Bezerra concedeu entrevista a Rádio Liberdade FM, juntamente com a deputada federal Zenaide Maia que disputa o senado, em seguida a comitiva seguiu para a cidade de Bodó.

DJ AILDO


CONVOCAÇÃO PARA SELEÇÃO BRASILEIRA


RN: PREFEITO DE ANGICOS ANUNCIA APOIO A ROGÉRIO MARINHO

Angicos viveu uma noite de festa nesta quinta-feira (20). Centenas de pessoas saíram as ruas do município em carreata finalizada com comício, sob a liderança do prefeito Deusdete Gomes (PSDB). O chefe do Executivo municipal recebeu na cidade os seus candidatos a deputado federal, Rogério Marinho (PSDB), e a estadual, Ezequiel Ferreira de Souza (PSDB). Também participou da mobilização o candidato a senador, Geraldo Melo (PSDB).

Deusdete confirmou que votará na reeleição de Rogério Marinho, apontado pelo gestor como o “deputado campeão de emendas para Angicos”. O prefeito relembrou recursos recebidos pelo município, oriundos da atuação do parlamentar em Brasília, que possibilitaram investimentos na saúde pública, na pavimentação de ruas, infraestrutura, entre outros setores.

“Antes mesmo de receber o voto de Angicos, Rogério já estava trabalhando pela cidade. Bateu todos os recordes na nossa política. Não teve na história do nosso município um deputado que tenha destinado tantos recursos. E sei que ainda fará muito mais”, disse o gestor.

Rogério Marinho agradeceu o reconhecimento do prefeito e da população de Angicos que participou do evento. O deputado reafirmou seu compromisso de trabalhar em parceria com a Prefeitura, sempre em busca de melhorias para a qualidade de vida da população. “Nosso mandato tem trabalhado em parceria constante com as Prefeituras do RN e é gratificante perceber que todo esse esforço tem dado resultado a favor do povo de Angicos. Contem sempre com nosso mandato a favor da cidade”, disse o parlamentar.

O deputado federal Rogério Marinho já destinou mais de R$ 2 milhões em emendas para a Prefeitura de Angicos. Cerca de R$ 1,5 milhão já chegou ao município, se transformando em benefícios para a população. O dinheiro foi destinado a melhorias e compra de equipamentos para unidades de saúde, ambulância, gabinete odontológico, pavimentação de ruas, entre outros.

POLÍTICA EM FOCO

VÍDEO: AMÉRICA 4X1 VISÃO CELESTE


RN: POLÊMICA ENVOLVENDO CAPITÃO STYVENSON

O capitão Styvenson Valentim destacou em mensagem de áudio que não cometeu nenhuma infração no caso de carro em que ele era carona e que foi pego em blitz de trânsito nesta quinta-feira em Natal.

Policiais que participaram da ação, no entanto, reafirmam que ele estava no carro que ficou retido por cerca de uma hora por falta de documento. O condutor se negou a assinar notificação.

Styvenson, que era carona, não cometeu infração. A conduta dele, porém, gerou controvérsia.

“Eu quero saber se o carro é meu ou se eu estava dirigindo. Qual é a infração que eu cometi se eu estava de carona? Se é que eu estava… Porque eu desconheço isso aí. E passei uma hora foi? Eu tô há uma hora em casa, sentado, me balançando”, diz o capitão no áudio.

O Capitão enviou nota para o Blog reafirmando o que disse no áudio e já publicitado pelo BG.

“Sobre a notícia publicada recentemente em seu Blog, quero reafirmar que não sou proprietário do veículo mencionado nem o estava conduzindo.

Minha condição era apenas de carona e, por isso mesmo, não questionei sobre o porte de documentos.
 
Diante da abordagem policial, que muitas vezes realizei, fiz questão de me isentar, em silêncio, para que qualquer palavra não fosse interpretada como uma tentativa de ingerência.
 
É importante lembrar que o porte do Certificado de Licenciamento Anual é obrigatório, porém, desde 2016, “é dispensado quando, no momento da fiscalização, for possível ter acesso ao sistema informatizado para verificar se o veículo está licenciado”. É o que diz o Parágrafo Único do artigo 133 do Código de Trânsito Brasileiro.”
 
Capitão Styvenson
 
FONTE: BLOG DO BG

BOLSONARO FOI SUBMETIDO A UMA DRENAGEM

Por Robson Pires, em

O candidato do PSL à Presidência da República, Jair Bolsonaro, foi submetido nesta quinta-feira (20) a uma drenagem após exame de tomografia indicar a presença de líquido ao lado do intestino, segundo informou o boletim médico do Hospital Israelita Albert Einstein.

Ainda de acordo com o centro médico, devido à elevação da temperatura (37,7 °C), foi realizada uma tomografia computadorizada de tórax e abdômen “que evidenciou pequena coleção de líquido ao lado do intestino.”

O político passou por uma “drenagem guiada por imagem, sem intercorrências. Está com dreno no local e evolui sem dor”.

Bolsonaro está internado no Hospital Israelita Albert Einstein, em São Paulo, desde 7 de setembro, um dia após sofrer uma facada no abdômen durante ato de campanha e passar por cirurgia em Juiz de Fora (MG). Na semana passada, ele precisou passar por nova cirurgia para desobstruir o intestino.

FUTEBOL NA TV


FOTOS: COMÍCIO DE ROBINSON EM SÃO PAULO DO POTENGI



quinta-feira, 20 de setembro de 2018

RN: PESQUISA "OPINE" PARA GOVERNADOR



Band RN divulgou hoje pesquisa de intenção de votos.

A pesquisa foi encomendada ao instituto Opine, de Pernambuco.

Eis os resultados para governador:

Fátima Bezerra (PT) – 34,6%
Carlos Eduardo Alves (PDT) – 18,3%
Robinson Faria (PSD) – 9,1%
Breno Queiroga (SD) – 0,8%
Carlos Alberto (PSOL) – 0,8%
Dario Barbosa (PSTU) – 0,2%
Freitas (Rede) – 0,1%
Heró Bezerra (PRTB) – 0,1%
Não sabe – 17,7%
Nenhum – 18,6%

RN: PESQUISA OPINE PARA O SENADO

Por Robson Pires, em

A pesquisa do instituto Opine, divulgada pela Band Natal, também quis saber a intenção de votos para o senado

Veja os números:

Capitão Styvenson (Rede) – 21,1%
Garibaldi Filho (MDB) – 18,5%
Geraldo Melo (PSDB) – 17,3%
Zenaide (PHS) – 16,6%
Jácome (Pode) – 5%
Alexandre Motta (PT) – 3,3%
Magnólia (SD) – 2%
Ana Célia (PSTU) -0,5%
Jurandir Marinho (PRTB) – 0,5%
Telma Gurgel (PSOL) – 0.5%
Professor Lailson (PSOL) – 0,4%
João Morais (PSTU) – 0,3%
Levi Costa (PRTB) – 0 0,3%
Joanilson (DC) – 0,2%
Napoleão (Rede) – 0,2%
Não sabem – 58,9%
Não responderam – 0,5%
Não responderam – 54%

FOTOS: AMERICA BICAMPEÃO POTIGUAR SUB-19








FOTOS POSTADAS NAS REDES SOCIAIS

SÃO TOMÉ: INAUGURAÇÃO DO "SPAÇO GOURMET"






SÃO TOMÉ: PRIMEIRA RODADA DA LIGA MUNICIPAL DE FUTSAL DE VETERANOS


RN: FÁBIO DANTAS DECLARA APOIO A BRENNO QUEIROGA

Filiado ao PSB, mas de malas prontas para ingressar no Solidariedade, o vice-governador do Rio Grande do Norte, Fábio Dantas, anunciou hoje o apoio à candidatura do engenheiro Brenno Queiroga a governador.

“Vou pedir aos meus amigos e ao meu grupo que vote em Brenno”, disse Fábio.

“Basta dar uma olhada com mais atenção nos candidatos que se apresentam neste momento que não há dúvida que o mais qualificado é o engenheiro Brenno Queiroga. Além de ser especialista em prospecção de projetos na máquina pública, tem experiência prática em gestão, é ficha limpa e está escoltado por um grupo organizado, que já provou que tem capacidade técnica-administrativa, legislativa e de construção de projetos sociais”, justificou Fábio.

O vice-governador trocará o PSB pelo Solidariedade logo depois de concluído o processo eleito.



THAÍSA GALVÃO

VÍDEO: ÁLVARO DIAS CHAMA BOLSONARO DE VAGABUNDO


SÃO TOMÉ: REUNIÃO POLÍTICA NO SÍTIO BOA VISTA







FOTOS POSTADAS NO FACEBOOK DE JOSINALDO

FUTEBOL NA TV


PESQUISA DATAFOLHA PARA PRESIDENTE

Por Robson Pires, em

Nova pesquisa do instituto Datafolha, divulgada na madrugada desta quinta-feira (20), mostra o candidato Jair Bolsonaro (PSL) com 28% das intenções de voto na disputa presidencial. Fernando Haddad (PT) tem 16% e Ciro Gomes (PDT) aparece com 13%. Geraldo Alckmin (PSDB) obteve 9% e Marina Silva (Rede) é a candidata de 7% dos entrevistados.

Alvaro Dias (Podemos) e João Amoêdo (Novo) marcam, cada um, 3% das intenções de voto. Henrique Meirelles (MDB) tem 2%. Estão empatados Guilherme Boulos (PSOL) e Vera Lúcia (PSTU), com 1% cada. João Goulart Filho (PPL), Cabo Daciolo (Patriota) e Eymael (DC) não pontuaram.

Os votos brancos ou nulos registraram 12%; e 5% não sabem ou não responderam.

O levantamento ouviu 8.601 eleitores entre 18 e 19 de setembro em 323 municípios. A margem de erro é de dois pontos percentuais, para mais ou para menos. A pesquisa foi contratada pela TV Globo e pelo jornal Folha de S. Paulo e registrada na Justiça Eleitoral com o número BR06919/2018.

Comparação

Na comparação com a pesquisa do dia 14 de setembro, Jair Bolsonaro oscilou dois pontos percentuais (de 26% para 28%), Fernando Haddad subiu três pontos percentuais (de 13% para 16%) e Ciro Gomes manteve 13%. Ciro e Haddad estão tecnicamente empatados.

Geraldo Alckmin também manteve 9% das intenções de voto e a ex-senadora Marina Silva caiu de 8% para 7%. Marina e Alckmin estão tecnicamente empatados, assim como Ciro e Alckmin.

Não oscilaram os percentuais de intenção de voto os candidatos Alvaro Dias e João Amoêdo, com 3%. Guilherme Boulos e Vera Lúcia permaneceram com 1%. Henrique Meirelles foi de 3% para 2%. Cabo Daciolo tinha 1% na pesquisa passada e não pontuou na nova. Eymael e João Goulart Filho não pontuaram nas duas pesquisas.

A proporção de eleitores que declara que pretende votar nulo ou em branco passou de 13% para 12% e o número de indecisos e não respondentes passou de 6% para 5%.

Rejeição

Em relação à rejeição aos candidatos, Jair Bolsonaro é apontado por 43% dos eleitores que declararam que não votariam de “jeito nenhum” no candidato no primeiro turno. A rejeição a Marina Silva é de 32%, e Haddad tem 29% de eleitores contrários à sua eleição.

A taxa de rejeição a Geraldo Alckmin chega a 24% e Ciro Gomes tem 22%.

Vera Lúcia e Cabo Daciolo tem 19% de taxa de rejeição; Guilherme Boulos, 18%; Henrique Meirelles e Eymael, 17%; Alvaro Dias, Amôedo e João Goulart Filho, 15% .

Eleitores que rejeitam todos os candidatos somam 4% e aqueles que votariam em qualquer um, 2%.

Segundo turno

O instituto Datafolha fez simulações de segundo turno entre os candidatos com as maiores pontuações.

Veja os resultados:

Bolsonaro (42%) x Marina (41%)
Brancos e nulos: 16%
Não responderam: 2%

Ciro (41%) x Alckmin (34%)
Brancos e nulos: 22%
Não responderam: 2%

Alckmin (40%) x Bolsonaro (39%)
Brancos e nulos: 19%
Não responderam: 2%

Alckmin (39%) x Marina (36%)
Brancos e nulos: 23%
Não responderam: 2%

Ciro (45%) x Bolsonaro (39%)
Brancos e nulos: 14%
Não responderam: 2%

Alckmin (39%) x Haddad (35%)
Brancos e nulos: 24%
Não responderam: 3%

Haddad (41%) x Bolsonaro (41%)
Brancos e nulos: 15%
Não responderam: 2%

Ciro (45%) x Marina (31%)
Brancos e nulos: 22%
Não responderam: 2%

Marina (37%) x Haddad (37%)
Brancos e nulos: 24%
Não responderam: 2%

Ciro (42%) x Haddad (31%)
Brancos e nulos: 25%
Não responderam: 3%