COLUNA DE VICENTE SEREJO

 PALCO

PAZ – Chega a notícia, de fonte ilibada, que reina a paz entre o PL do senador Rogério Marinho e o União do ex-senador José Agripino. Em política, quando é boa para os dois lados, sempre pacifica.

ALIÁS – A mesma fonte assegura que a presença do presidente da Câmara, Arthur Lira, contribuiu para acomodar bem a união em torno da candidatura a prefeito do deputado federal Paulinho Freire.

EFEITO – A notícia de que a secretária Joana Guerra seria a candidata do prefeito Álvaro Dias deu ao seu nome, numa pesquisa, o patamar dos 8%. Muito para ela, mas muito pouco para competir.

MAS – Revela um detalhe: uma posição três degraus acima do candidato Paulinho Freire, apesar dos apoios do ex-senador José Agripino e do senador Rogério Marinho. É o tamanho do seu desafio.

FREVO – A poetisa Diva Cunha foi vista seguindo uma banda nos becos anônimos da Redinha. Segundo a fonte desta coluna, com anos de Redinha e carnaval, parecia animada com sua juventude.

ANÚNCIO – Ainda tem exemplares à venda da História da Bandagália, de Rafael Duarte. No Sebo Vermelho do editor Abimael Silva que neste começo ano promete fazer novos e bons lançamentos.

POESIA – De Salgado Maranhão, no seu poema ‘Paisagem Nua’, incluído da sua poesia completa, edição José Olympio, 1998, numa síntese de grande poeta: “Um corpo de mulher / diz o que quer”.

TRAIÇÃO – De Nino, o filósofo melancólico do Beco da Lama, sobre a palavra e a quem duvida de sua nobreza que nunca se rende a ninguém: “Ela sempre trai, mas revela quem nega as verdades”.

CAMARIM

COLISÃO – Pode acabar sendo inevitável a colisão da governadora Fátima Bezerra com o seu hoje secretário Jaime Calado na disputa pela prefeitura de S. Gonçalo com o atual prefeito, Eraldo Paiva, petista. Se a governadora mover a máquina do governo contra Calado que hoje lidera as pesquisas.

LUTAS – É bom que a governadora Fátima Bezerra tenha consciência de que as insatisfações não são apenas dos policiais civis. Há outras categorias inconformadas. Os aposentados e pensionistas que não são garantidos pela paridade salarial entre ativos e inativos. O ano será de reivindicações.

OLHO – O prefeito Álvaro Dias sabe de tudo. Acompanha as avaliações de sua gestão através de pesquisas, além de ir, pessoalmente, a certos bairros da cidade. Não foi à toa que redirecionou os recursos disponíveis para realizar um grande e vistoso programa de asfaltamento de ruas e avenidas.

Comentários