quinta-feira, 27 de junho de 2013

PROMOTOR DEVERÁ ABRIR INQUÉRITO CONTRA EMPRESAS DE MARKETING MULTINÍVEL




Promotor de Defesa do Consumidor deve abrir inquérito, no Rio Grande do Norte, para investigar empresas de marketing multinível. Alvos são Telexfree, a BBOM e a Multiclick.

Mais de 85 mil pessoas investem na Telexfree no Estado e outras 60 mil aderiram a BBOM e a Multiclick. O promotor Alexandre da Cunha Lima está juntando documentações para solidificar a investigação. 

O desembargador do Tribunal de Justiça do Acre Samoel Evangelista decidiu, na tarde da última segunda-feira (24) indeferir o agravo de instrumento dos advogados da Telexfree e manteve a liminar que proíbe os pagamentos e novas adesões à empresa de marketing multinível. A medida também mantém o bloqueio às contas dos sócios administradores e é válida para todo o território nacional. 

A empresa é suspeita de operar um esquema de pirâmide financeira sob o disfarce de atuar no ramo de marketing multinível.

De acordo com a assessoria do TJ/AC, como a decisão foi analisada apenas pelo relator do processo, os advogados da empresa possuem prazo de cinco dias para ingressar com recurso de agravo interno na Câmara Cível. Eles podem ainda, no mesmo prazo, entrar com embargo de declaração, que é quando os advogados entendem que a decisão não ficou clara.

Riachuelo em Ação

Nenhum comentário:

Postar um comentário