quinta-feira, 26 de março de 2020

A TESE DOS DEFENSORES DO "ISOLAMENTO VERTICAL"

O presidente Jair Bolsonaro não está sozinho na defesa do “isolamento vertical” para combater o coronavírus sem paralisar a economia e provocar quebradeira e desemprego em massa. Além do seu ex-ministro Osmar Terra, que é médico e coordenou o combate à gripe H1N1, que matou quase 800 brasileiros somente em 2019, surgem vozes como Tallis Gomes, empreendedor brasileiro premiado em todo o mundo, que, criador do transporte por aplicativo, ficou bilionário aos 26 anos.
O ministro Luiz Henrique Mandetta (Saúde), em coletiva nesta quarta, mudou um pouco seu discurso e passou a criticar medidas isolacionistas.
Tallis Gomes adverte que pequenas e médias empresas têm, em média, caixa por 27 dias. Com o isolamento total, todas devem quebrar.
A conta é simples: Tallis lembra que 81% dos empregos no Brasil são gerados por micro, pequenos e médios empresários.
O isolamento social imposto à população tem sido apontado como responsável pela explosão dos casos de coronavírus em países como Itália e Espanha: proibidos de sair de casa, jovens infectados, mas assintomáticos, acabaram contaminando os próprios pais e avós.
O bloqueio insano decretado por alguns governadores pode fazer muito mal. A polícia de Goiás chegou a barrar e atrasou o comboio de caminhões a caminho de Brasília com milhares de vacinas contra gripe.
CLÁUDIO HUMBERTO

Nenhum comentário:

Postar um comentário