BRASIL BATE RECORDE DE MORTES POR DENGUE

 Balanço do Ministério da Saúde, divulgado nesta quarta-feira, 27, mostrou que o Brasil bateu recorde de mortes por dengue no ano de 2023. Ao todo, foram 1.079 mortes pela doença, de acordo com o Sistema de Informação de Agravos de Notificação (Sinan).

De acordo com a série histórica divulgada pela pasta, o maior número de óbitos tinha sido registrado em 2022, quando chegou a 1.053 registros. Em seguida, vem o ano de 2015, com 986 mortes.

“O momento é de intensificar os esforços e as medidas de prevenção por parte de todos para reduzir a transmissão das doenças. Para evitar o agravamento dos casos, a população deve buscar o serviço de saúde mais próximo ao apresentar os primeiros sintomas”, disse a pasta em nota.

Como será a distribuição da vacina da dengue?

Ainda de acordo com o Ministério da Saúde, na última quinta-feira, 21, a vacina contra a dengue foi incorporada no Sistema Único de Saúde (SUS). No entanto, não será utilizada em larga escala em um primeiro momento, pois o laboratório fabricante, Takeda, tem capacidade restrita de fornecimento.

O Ministério informou que a vacinação desse primeiro lote será focada em regiões e públicos prioritários, prevista para ocorrer nas primeiras semanas de janeiro.

A empresa japonesa Takeda Pharma, fabricante da vacina Qdenga, submeteu a demanda para avaliação da tecnologia. Segundo os dados avaliados pela comissão, a vacina apresentou uma eficácia geral de 84% na redução da hospitalização em casos de dengue.

A Organização Mundial da Saúde (OMS) passou a recomendar a vacina contra a dengue em outubro deste ano. A decisão foi baseada nas análises do Grupo Consultivo Estratégico de Peritos em Imunização da OMS (SAGE).

O Antagonista com informações da Agência Brasil

Fonte: Blog do Gustavo Negreiros

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

FUTEBOL NA TV